BICIGRINO EM SANTIAGO: RUMO À ÍTACA

Contribuição de Ana Carolina Shinoda, pós graduação da FEA-USP, após minha palestra sobre a viagem à Santiago de Compostela e minha descoberta de que a chegada foi apenas o início de minha jornada. A poesia de Konstantinos Kaváfis expressa exatamente o que (penso) deveríamos sentir quando partimos rumo a Santiago. Que pena que só descobrimos isso quando estamos á beira das muralhas da cidade … 

“se partires um dia rumo a Ítaca, / faz votos de que o caminho seja longo, / repleto de aventuras, repleto de saber. (…) Tem todo o tempo Ítaca na mente. / Estás predestinado a ali chegar. / Mas não apresses a viagem nunca. / Melhor muitos anos levares de jornada / e fundeares na ilha velho enfim, / rico de quanto ganhaste no caminho, / sem esperar riquezas que Ítaca te desse. / Uma bela viagem deu-te Ítaca. / Sem ela não te ponhas a caminho. / Mais do que isso não lhe cumpre dar-te. / Ítaca não te iludiu, se a achas pobre. / Tu te tornaste sábio, um homem de experiência, / e agora sabes o que significam Ítacas.”  –  Konstantinos Kaváfis (poeta)

Ultréia e Suzéia!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: